Notícias - Visão Estratégica para o Agroalimentar – Conhecer para Decidir, Planear para Agir

07/07/2022

A Lusomorango – Organização de Produtores de Pequenos Frutos e o Centro de Estudos Aplicados da Universidade Católica Portuguesa vão promover – no âmbito do programa “Visão Estratégica para o Agroalimentar – Conhecer para Decidir, Planear para Agir” iniciado em 2021 e enquadrado na realização da FACECO 2022, Feira das Atividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira – um conjunto de iniciativas dedicadas aos temas da Água, da Sustentabilidade e do Território.  

Esta iniciativa, que decorrerá nos dias 21 e 22 de julho, e que se dedica à excelência da Agricultura realizada em Portugal, inclui três momentos para os quais muito gostaríamos de contar com a sua participação.  

No dia 21 de julho terá lugar um conjunto de Visitas Empresariais a empresas da região, onde pretendem dar-se a conhecer alguns exemplos das melhores práticas promovidas na atividade agrícola. O dia terminará com um Jantar Empresarial que reunirá produtores e outros agentes económicos, assim como entidades e organismos regionais e nacionais com atividade relevante para o setor na região.  

O dia 22 de julho será marcado pela realização do 4º Colóquio Hortofrutícola – uma iniciativa que pretende trazer até Odemira a análise e discussão dos temas transversais da atividade agrícola e que também impactam a região – que reunirá um painel de especialistas na gestão do território, académicos e empresariais. Uma vez mais, pretende-se que o Colóquio Hortofrutícola seja um espaço de reflexão, debate e apresentação de boas práticas que evidenciem o papel que Portugal pode desempenhar a nível global e, também, os desafios que o setor agrícola enfrenta.  

A crise energética e a guerra na Ucrânia, que ocorrem depois de um período altamente desafiante de pandemia, vêm colocar ainda mais em destaque a necessidade de soluções adequadas que permitam continuar a garantir à atividade agrícola a possibilidade de produzir alimentos que assegurem a alimentação fundamental à sobrevivência humana. Para que isso aconteça, é fundamental uma ação estruturada e integrada nos territórios que alie o mais sustentável e eficiente uso dos recursos existentes, com o desenvolvimento local e regional dos territórios e das suas comunidades. 

Consulte o programa das atividades da iniciativa “Visão Estratégica para o Agroalimentar – Conhecer para Decidir, Planear para Agir” no link abaixo.