Notícias - Balanço de Campanha dos Horto Industriais

28/11/2019

O Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional (COTHN), com a colaboração da Federação Nacional das Organizações de Produtores de Frutas e Hortícola (FNOP), vai apresentar no próximo 4 de Dezembro o balanço da campanha das culturas com maior expressão no setor. Em destaque vão estar os valores da produção nacional do tomate-indústria e de outras culturas horto-industriais como o pimento e o brócolo. Este balanço conta com o apoio da BASF.

Vão estar presentes, na Quinta das Pratas no Cartaxo, entidades ligadas à produção, à indústria e ainda fornecedores de factores de produção. O objetivo é discutir, em rede, a área de produção (ha), a produtividade, a qualidade da produção, os principais problemas e as variações relativamente a anos anteriores. Outro dos propósitos é analisar as perspectivas comerciais do sector.
Este ano, o evento conta ainda com Centro de Competências para o Tomate-Industria (CCTI) e em destaque vão estar os resultados obtidos no âmbito do projeto QUALITOMATE (https://qualitomate.pt/) financiado pelo PDR 2020.

Portugal ocupa, de acordo com o Conselho Mundial de Transformadores de Tomate (WTPC), o sétimo lugar na produção mundial de concentrado de tomate. Em 2019 foram processados mais de 1,4 milhões de toneladas de tomate para concentrado, com uma qualidade elevada de cerca de 5,2 graus brix. A nível europeu, Portugal está na terceira posição, atrás da Espanha (3,2 milhões de toneladas e um brix de 4,9 graus) e da líder Itália (4,8 milhões de toneladas e um brix médio de 4,7 graus).
Os preços do concentrado de tomate, nos mercados, variam entre 700 e 800 euros por tonelada. Os produtos de qualidade diferenciadas são muito procurados, nomeadamente por mercado mais exigentes. Nestes casos, o preço sofre uma apreciação de cerca de 20%.

Consulte o programa no link abaixo e informação adicional pode ser solicitada a:
Ana Paula Nunes (Coordenação horticultura)
Telefone:+351 919 430 829
e-mail: ana.paula@cothn.pt